Um dos maiores jogadores da história do Vôlei brasileiro


Conheça Serginho, o melhor líbero da história do Vôlei Brasileiro, com três medalhas em Jogos Olímpicos


Sergio Dutra Santos, mais conhecido como Serginho, é o melhor líbero da história do Vôlei, nascido em Diamante do Norte, no Paraná, em 1975. É um dos maiores ídolos do vôlei nacional.

Com apenas 9 meses, mudou-se com sua família para São Paulo. Começou com o esporte na infância, nas aulas de educação física da escola. Como passou por algumas dificuldades ainda jovem, precisou conciliar o trabalho com os treinos. Iniciou a carreira no Palmeiras, depois seguiu para o Guarulhos e passou por vários clubes, São Caetano, Suzano, Banespa, São Bernardo, Piacenza da Itália, Brasil Vôlei e desde 2010 defende o Sesi-SP.

Na última edição do Paulista, o Sesi-SP chegou até a final, mas a equipe de Taubaté levou a melhor. Já na Superliga, o Sesi-SP terminou a fase classificatória em quarto lugar, com 37 pontos. Passou pelas quartas de final, mas foi derrotado pelo Cruzeiro, na semifinal.

Pelos ótimos desempenhos em quadra, Serginho logo integrou a Seleção Brasileira. Soma conquistas com a equipe, são sete títulos de Liga Mundial, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007 e 2009. Em sua trajetória com a amarelinha, também conquistou muitos prêmios individuais nos Mundiais. Foi premiado como melhor defesa e melhor recepção em 2003, melhor em sua posição em 2007 e melhor jogador em 2009. Também levou a medalha de Ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2011.

O atleta disputou as últimas quatro edições dos Jogos Olímpicos. Em Sidney 2000, o Brasil caiu nas quartas de final. A partir de Sydney, o cenário foi melhor para a equipe brasileira. Em Atenas 2004, o vôlei conquistou o Ouro e em Pequim 2008 e Londres 2012, a equipe conquistou a prata.

Serginho é o melhor líbero da história do vôlei, por suas defesas difíceis e por fazer a diferença em suas atuações pela Seleção Brasileira. Além disso, é um exemplo a ser seguido pelos demais jogadores, por sua vontade. “Ele é um líder, mais o mais importante é que ele lidera pelo exemplo que dá e pela paixão que tem pelo vôlei. (…) Além da eficiência dele como jogador, essa questão do entusiasmo, da paixão e da vontade”, afirmou o técnico Bernardinho para o GloboEsporte.

O brasileiro é um dos jogadores mais experientes no elenco do Vôlei. Após a derrota na final das Olimpíadas de Londres 2012, o atleta chegou a se aposentar da Seleção, mas no ano passado voltou a defender as cores do Brasil.

Com 40 anos, Serginho vai disputar sua última Olimpíada, no Rio de Janeiro. Ele pode se tornar o único brasileiro com quatro medalhas na modalidade, ultrapassando ídolos como Dante, Giba e Rodrigão, que conquistaram três tentos.

Confira AQUI a trajetória do Serginho nos Jogos Olímpicos.

COMPARTILHE

contato

- TELEFONE: (11) 2574-3186 -