Conhecida por estratégias digitais e interação com jovens, Fórmula E vem a São Paulo


São Paulo vai receber uma prova da Fórmula E, a inovadora categoria de carros elétricos do automobilismo, pela primeira vez em 2018. A confirmação saiu nesta terça-feira (20) pelo Conselho Mundial de Automobilismo da FIA. Além da capital paulista, Santiago e Roma foram incluídas em um total de 11 cidades que vão receber as corridas da próxima temporada.

“É emocionante dar as boas-vindas às novas anfitriãs, além de constatar o aumento do sucesso da categoria nos locais que já sediaram o evento”, afirma Alejandro Agag, fundador e CEO da Fórmula E.

Mas a categoria é conhecida não apenas pelo fato dos carros dispensarem combustível fóssil, mas pela interatividade com o público jovem. No início de junho, a Fórmula E fechou uma parceria com a Disney para projetos da franquia Carros. No ePrix de Paris a corrida ganhou uma instalação do filme e cabines de jogos.

No ePrix de Berlim, um fã de 22 anos foi escolhido para assistir a corrida no paddock e entregar o troféu de vencedor ao suíço Sebastien Buemi. Veja abaixo como foi.

Em entrevista ao Meio & Mensagem, Lucas Di Grassi, ex-piloto de Fórmula 1 e um dos responsáveis por desenvolver a categoria, comenta que já tentou anteriormente trazer o circuito ao Brasil. “Sempre tivemos projetos para o Brasil, mas a crise nos impediu. Cheguei, inclusive, a desenvolver um projeto que considerava o Parque do Ibirapuera”, disse.

O ePrix de São Paulo está previsto para o dia 17 de março.

Fonte: Meio & Mensagem


Compartilhe essa notícia: